N

Neste blog por vezes escreve-se segundo a nova ortografia, outras vezes nem por isso.


quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

O CÉU É O LIMITE?



“Tamos fortes, muita fortes”. Não pela vitória, porque o PAOK é de um nível abaixo. Não pela exibição, pelas mesmas razões. Mas porque com metade de suplentes e com um ou dois Maneis, revelámos uma segurança de jogo invejável. Para mim, esta época, Jorge Jesus tinha muito pouca margem. Mesmo quase nada. Mas hoje faço-lhe uma vénia, está a conseguir passar pelo buraco da agulha. Agora, que não se arme em camelo, porque o difícil ainda vem aí. 

JL

1 comentário:

  1. Falta muito... Ou não estivéssemos nós na tugalândia.

    ResponderEliminar