N

Neste blog por vezes escreve-se segundo a nova ortografia, outras vezes nem por isso.


domingo, 16 de julho de 2017

DA VERGONHA À IRRELEVÂNCIA


Quem viu o jogo de ontem sabe que foi um resultado disparatado. Que o Benfica saiu do campo a meio da segunda parte, deixando apenas as camisolas. Porque até esse momento, a exibição dos Suíços, a dias de iniciarem o campeonato e fisicamente a léguas dos estafados benfiquistas, nem sequer justificava a vitória, quanto mais uma goleada. É certo que Vitória retirou ao intervalo o jogador mais objetivo, o Jovem Gonçalves, para deixar o assustadoramente inconsequente Rafa em campo.  Também é indiscutível o desacerto dos defesas, a falta de pernas dos centrais, os erros infantis de posicionamento dos laterais. Não podemos igualmente negar que Augusto, por mais que se esforce, é simplesmente mediano, que Varela não é guarda-redes para equipa grande e que nem tudo o que é jovem brilha como ouro.

Tudo isto é verdade, mas a realidade é que são duas semanas de treino e uma equipa de testes e experiencias, com mais de metade de dispensáveis a jogar. Que o ainda insubstituível Pizzi não pareceu em campo e nem surgiu ninguém que o fizesse esquecer por uns segundos sequer, como se o internacional português fosse um Messi desta vida. Podemos ainda questionar se faz sentido estes jogos nesta fase. Se é saudável aos jogadores andarem a cheirar a bola e a correr a trás de gazelas com mês e meio de preparação. Provavelmente há aqui um peso comercial que não é de descurar.

O que se conclui é que nesta conjuntura o resultado e a exibição coletiva é pouco mais que irrelevante e conta bola para a época que agora inicia. Contudo, somos o Benfica e perder 5-1, mesmo a feijões, num estádio cheio de emigrantes, incomoda. Porque as camisolas estavam em campo. É a vidam nem sempre a glória nos bate à porta.

JL

1 comentário:

  1. Saúdo o vosso regresso!
    Força nisso, rumo ao penta :)

    ResponderEliminar