N

Neste blog por vezes escreve-se segundo a nova ortografia, outras vezes nem por isso.


sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

DE NEGRO


De negro, espera-se sempre o pior. E o pior era mesmo a eliminação. As lesões em barda fazem lembrar outros tempos. Luisão, Sílvio, Salvio, Ruben Amorim, Eliseu, Samaris, Fejsa e ontem ainda o Enzo Peres. Jogámos no limite e não fomos felizes.

O Braga, que tem Sporting no nome, mas equipa de vermelho, é a nossa besta negra. Fizemos dois jogos, jogámos bem nos dois e acabámos por perder os dois. O futebol tem destas coisas. Uma ciência inexata.

O que fica do jogo? Que uma grande exibição não vale, necessariamente, uma vitória, mas esta acaba sempre por valer mais que a exibição. Entre o jogo de domingo e o de ontem, está toda uma filosofia de abordagem. De qualquer forma, nem o resultadismo extremo, nem a nota artística nos garantem à partida os canecos. Porém, nesta incerteza que me apaixona prefiro as camisolas vermelhas. Negro, já basta o resultado.

JL

1 comentário:

  1. o silvio já não esta lesionado, e penso que o samaris também não.

    ResponderEliminar