N

Neste blog por vezes escreve-se segundo a nova ortografia, outras vezes nem por isso.


quinta-feira, 12 de junho de 2014

A PAZ REINA EM CASA



Insonsa ou morna a Assembleia Geral do Sport Lisboa e Benfica desta noite. Nem o insucesso momentâneo justifica revoluções, nem a glória recente legitima a indiferença. Há sempre quem veja as mais belas vestes num rei nu, como também há quem olhe para uma bela floresta e só veja lenha para queimar. 

Desta noite retenho uma associação de adeptos benfiquistas surpreendentemente activa e pertinente e uma serie de questões colocadas por alguns (poucos) sócios que ficaram sem resposta. O vice falou várias vezes e o Presidente Vieira fechou a AG. Tiveram tempo e espaço e nada explicaram sobre a situação crítica do râguebi, a falta de assistências nos pavilhões, o insucesso de algumas modalidades onde se investiu muito, o abandono de outras, a posição do clube sobre o circo da Liga, o silêncio perante o roubo europeu, entre outras questões menores, mas que juntas erguem um muro entre a elite dirigente e a massa associativa. 

Uma Assembleia pacífica, demasiado pacífica para um clube do tamanho do Benfica. Um clube desta grandeza tem de ter um espaço para os sócios falarem abertamente, sem medo, e para Direcção ouvir, explicar e decidir com critério. São tantas as dimensões que o Benfica engloba que não cabem numa apresentação em PowerPoint, sucedendo-se dois dedos de conversa para cumprir calendário. Antes da TV ou dos jornais dos amigos, é na Assembleia que o presidente deve em primeiro lugar dar os sinais da sua estratégia. Hoje, repetiu uma mão cheia de nada. 

Faz hoje 67 anos que Cosme Damião nos deixou. Por vezes sinto que este é o clube que ele sonhou, outras vezes nem por isso. 

JL

6 comentários:

  1. Este blogo de merda portista e melhor a fechar,e melhor para ti filho da puta.E melhor nao falar mais merda.

    ResponderEliminar
  2. Gosto de perceber na blogosfera quem consegue discernir a árvore da floresta. Concordo com a necessidade de bem maior transparência num clube que é nosso, não esquecendo tal como o autor deste post não esquece o salto ao nível organizativo e competitivo do nosso clube ao longo dos últimos anos. O BENFICA faz-se de participação constante, crítica e justa.
    Sérgio

    ResponderEliminar
  3. Bom post,

    Para quem como eu não pode ir à AG já deu para perceber o que aconteceu:
    - Para muitos, está tudo bem pois vence-se.
    - Para outros, não interessa se se venceu ou não, estava tudo mal e continua mal.
    -E para alguns, que querem e conseguem separar o trigo do joio... Ficaram sem respostas às perguntas que colocaram.

    Sinceramente, correu exactamente como eu esperava.

    ResponderEliminar
  4. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  5. Estimado Cosme Damião, desta vez não vou escrever sobre o Benfica ou comentar o assunto que abordaste no teu brilhante Blog. Desta vez, apenas vou transmitir que reconheço nas tuas palavras algumas preocupações válidas e uma defesa por outra forma de estar nas assembleias do Benfica. A tua última frase, diz tudo. E ao dizer tudo, por um lado, faz-me recordar o que eu sonhava com o Benfica nos anos 70 de Jonh Mortimore e nos anos 80 de Eriksson, por outro lado, sinto que ás vezes este é o Benfica com que o meu pai sempre sonhou, outras vezes, nem por isso...Abraço! Stromberg

    ResponderEliminar